quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Previsível

Você me olha com essa cara de quem sabe o que eu vou dizer. Sorri e emenda triunfante: "Previsível". Eu calo e consinto, com um meio-sorriso. A a verdade é que você não faz a menor idéia do que se passa aqui dentro.
Antes soubesse, me pouparia um esforço danado. Mas não sabe. Nem quer saber.
O mundo fica mais fácil assim. "Se penso, é. Tem de ser, natural!" e passa a ser verdade.
Mas algumas coisas nunca devem ser ditas - ao menos eu nunca digo. Frases devem ser seladas e carregadas por uma vida á fora.
Eu carrego uma infinidade de pequenos elogios, ar blase e um leque de verdades que esqueceram de existir.
"Previsível" você diz. Eu calo e consigo, com um meio-sorriso. Tanto faz e ás vezes é até melhor. "A ignorância é uma benção".

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Cozinhar

Bom, quem me conhece sabe que eu adoro cozinhar... Pra mim, ir pra cozinha "testar" coisas novas chega a ser terapêutico.
E bem, algumas pessoas já me cobraram receitas de algumas coisas. Umas eu passei, outras eu esqueci.
Então, vou utilizar esse post pra dividir com vocês algumas das minhas receitas preferidas (já previamente testadas e com os meus pitacos, óbvio)!

Cappuccino

#400g de leite em pó integral
#250g de açúcar
#50 g de café solúvel
#5 colheres (sopa) de chocolate em pó
#1 colher (sopa) bicarbonato de sódio
#1 colher (sopa) de canela em pó

Primeiro eu bato o café e o leite em pó no liquidificador. Depois eu adiciono os outros ingredientes e bato denovo... Mas o meu liquidificador é imenso, então já aviso que nem todos vão suportar isso - nesse caso pode por tudo em um pote e misturar bem.
Outro detalhe sobre o liquidificador: eventualmente "sacudo" ele, pra misturar o pó. ;)

Pronto, juro que é só isso! :P
Ah sim, eu comumente ponho mais açucar tbm... algo em torno de 350g, mas aí vai do gosto de cada um, né? rs


Cheesecake (essa vai pra dona Nice! hehe)

Massa:
# 1 pacote de biscoito maisena ou maria
# Margarina ou manteiga a temperatura ambiente o quanto baste pra dar a "liga" na massa - cerca de 150g

Recheio:
# 1 pacote de gelatina em pó incolor e sem sabor (12 g)
# Cerca de 400 g de ricota
# 1 potinho de requeijão
# 1 caixinha de leite condensado

Cobertura:
# Um pote de geleia/doce - eu já testei amora, goiabada, morango, uva... enfim, todos ficam bons!
# 1 colher de sopa (rasa) de maisena
# 1/2 xícara de água

Para a massa: Eu trituro os biscoitos no liquidificador, até virar uma farinha. Depois vou acrescentando a manteiga aos poucos e misturando com as mãos. Ela tem que ficar "grudando"... Do tipo que se apertar na mão, as farinha fica uma bolinha e não desmancha. Entretanto, cuidado pra não por muita manteiga, se não fica duro que nem pedra! :P
Depois forra o fundo de uma forma (de preferência de aro removível) com essa mistura e põe no forno por uns 8 minutinhos.

Recheio:
Hidratar a gelatinha, misturando o pó com 10 colheres de água fria e deixando descansar por 5min. Depois levar em banho-maria até desmanchar.
Então joga tudo no liquidificador e bate... Corta a ricota em pedaços e vai adicionando aos poucos (e batendo mais, óbvio!). Pronto! =)

Cobertura: Mistura a geleia com a água e a maizena (não esquecer de dissolver a maizena em um pouco d'agua fria... se não vai ficar embolotado). Leva ao fogo e fica lá mexendo que nem idiota (porque do contrário gruda no fundo!). Depois que ferver, abaixa o fogo, deixa mais um pouquinho e pronto.

Como montar:
Depois de esfriar a massa, joga o recheio em cima e põe na geladeira por umas duas horas - Como eu não gosto de esperar, ponho em uma prateleira que tem no meu refrigerador que chama "resfriamento extra" e deixo só o tempo de fazer a cobertura.
Depois é só por a geleia por cima de tudo.
NÃO PONHA A GELEIA QUENTE EM CIMA DO RECHEIO. Por que? Porque "cozinha" o recheio e faz caca!

Depois é só por por algumas horas na geladeira (umas 5h) e pronto!

Se quiser mais gosto de queijo, substituir o requeijão por um pacotinho daqueles de queijo filadélfia.


Bolo salgado de liquidificador

Massa:
# 3 ovos
# +- 13 colheres de farinha de trigo
# 1 e 1/2 xicara de leite
# 3 colheres de queijo ralado
# 1 colher (sopa) rasa de fermento
# um pouco menos que 1/2 xicara de oleo
# sal a gosto (eu particularmente uso uma colher de chá beeem cheia)
#orégano (opcional)

Recheio: o que tu quiser, simples assim! Eu normalmente faço com salsicha e legumes - cebola, pimentões, cenoura ralada, milho, etc e misturo tudo com creme de leite ou molho 4 queijos, daqueles de caixinha, junto com uma colher de chá rasa de sal e queijo muzzarela picadinho (bastante!).

Pra massa tudo o que tu tem que fazer é bater tudo no liquidificador, por último por o fermento e mexer - eu bato o fermento tbm (depois de todo o resto estar batidinho), mas dizem que não se bate... Ainda assim, nenhum mal me aconteceu até hoje! huahua
Essa massa tem que ficar com uma consistência parecida com a de bolo normal.

Depois põe um pouco no fundo de uma forma previamente untada e enfarinhada e joga o recheio por cima, cobrindo com o restante da massa. Aí é só por em forno pré-aquecido por uns 40 minutos. :)


Beijos pra vocês que agora que já tem com o que se divertir...
Ah sim e se quiserem alguma receita, podem pedir. Se eu souber fazer, juro que ensino! \o\

domingo, 5 de setembro de 2010

Mulheres, pornografia e direitos (e deveres) femininos.

Há quem diga que as mulheres precisam de um manual de intruções. Eu discordo.
Não somos tão complicadas assim. Mulheres não precisam de um "passo a passo", precisam de paciência da parte dos homens que quiserem compreendê-las e coragem de sua própria parte, caso queiram ser compreendidas.

Obviamente existem inúmeros tipos e nenhuma é igual a outra. Se o que você procura é facilidade e tranquilidade, então eu sugiro que compre uma passagem pra uma praia paradisíaca (e o Brasil tem muitas!).

Entretanto, antes de ser um post sobre "como desvendar uma mulher", esse post destina-se a "o que é ser mulher".

É fato que nós somos um paradoxo ambulante. Além da tão manjada frase "Como pode um bicho sangrar por dias a fio sem morrer?" existem inúmeras contradições no universo feminino.
Devido ao fato de que a sociedade se ergueu sob uma ótica cristã, ve-se coisas que até "Deus" duvidaria. A maioria de nós (me inclua fora dessa!) ergue a bandeira do feminismo como se fosse seu segundo nome, ou o que é pior, um direto a ser conquistado com unhas e dentes. Lutam por salários iguais, posições de liderança, isso e aquilo outro. Entretando, na hora dos deveres, muitas ateiam fogo e abandonam o barco.

Não existem mais mulheres ingênuas, castas e puras. Se quiser ver/ser uma mulher desse tipo escreva um romance!
Conheço pouquissimas mulheres que assumiriam de cara limpa que se masturbam, conheço ainda menos mulheres que diriam em alto e bom tom já ter visto um pornô. Mais raro ainda é quem admita que assiste ou gosta. Algumas alegam que o gênero é desprezível porque é frio, ou porque é voltado aos homens. Eu afirmo que isso é balela das grossas! Existem tantos tipos de pornô quanto marcas de perfume! Nunca ter assistido pornografia é como admitir que existem imensas diferenças entre homens e mulheres e o pornô é um terreno proibido para aquelas que querem manter sua honra.
E aquelas que não fazem xixi na casa dos outros por causa do barulho? E as que fingem orgasmo? Esse último tipo é o que acaba com toda a história dos direitos femininos... Se eu não tenho um orgasmo, digo com todas as letras, porque sei que tenho tantos direitos quanto o meu parceiro.

Na luta pela conquista de espaço, nos esquecemos que toda investida é acompanhada de um enorme risco. Arriscamos perder quem nós somos e o que "ser mulher" significa. No desespero para sermos iguais, esquecemos que nunca seremos ao menos parecidas com o sexo oposto, a começar pela biologia (Ou você conhece algum homem que tenha direito a tanto tempo de licença paternidade quanto uma mulher tem de licença maternidade? Homem que menstrua? Mulher com pelos no ouvido?).
Para compensar essa "desigualdade", iniciou-se uma guerra entre os sexos, cada qual tentando ser superior e independente de quem ganhe a batalha, todos saem perdedores. Um sexo não é superior ao outro. São complementares.

Antes de abraçarmos os direitos da igualdade, deveriamos também nos lembrarmos dos deveres que temos para conosco. Hoje em dia é um crime passível de punição severa no universo feminino afirmar que não quer trabalhar porque deseja cuidar da prole ou que sonha casar virgem. Isso implicaria submissão e a submissão merece a morte! Entretanto, vamos recordar que para repetir qualquer coisa em alto e bom tom, é necessário uma escolha movida por uma forte razão. Como poderia alguém que luta por aquilo que deseja ser submisso? Mais submissas são as tais "feministas" que acreditam que pornografia, masturbação e necessidades fisiológicas são um crime contra sua boa imagem.

Por fim, quero deixar claro que não tenho nada contra quem não gosta de pornografia. A coisa vai mais além. Meu desprezo é para aquelas que não sairam do armário e para todo o qualquer preconceito fundamentado em opinião superficial ou conceitos pré-estabelecidos. Se eu não gosto de algo, devo saber o porquê, isso é básico.